“Quebrou-se enfim a cadeira da nefanda escravidão!
Aqueles que antes oprimias, hoje terás como irmãos!”

Hino à liberdade dos escravos

Quem somos

O Centro de Formação e Apoio Linguístico e Literário Maria Firmina dos Reis é um centro de prestação de serviços no campo educacional, vinculado ao Laboratório de Políticas de Promoção da Diversidade Linguística e Cultural da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás, focado na formação profissional na área da linguagem. Seus objetivos são: (1) formar e qualificar profissionais da área de Letras interessados(as) no campo de textos: composição, preparação, edição, revisão e tradução; organização (preparação (diagramação), edição e revisão) de livros; (2) ofertar cursos preparatórios para o Enem: específica de Língua Portuguesa, específica de Redação, específica de Literatura; Espanhol e Inglês; (3) ofertar cursos na área de línguas: redação acadêmica (português, libras e línguas estrangeiras), gramática da língua portuguesa, português como língua de acolhimento, português como segunda língua; (4) ofertar cursos de escrita criativa em português, em línguas estrangeiras e em libras; (5) ofertar cursos de tradução envolvendo línguas estrangeiras e libras; e outros cursos a serem criados, conforme a demanda acadêmica e social; (6) assessoria linguística, literária e pedagógica, em geral (incluindo programas de formação docente); (7) serviços de revisão, tradução e edição de textos, e a disponibilização de um banco de provas de suficiência em línguas estrangeiras e em língua portuguesa, elaboradas conforme demanda, para subsidiar os Programas de Pós-graduação (PPG) das universidades brasileiras em seus processos seletivos.

Os cursos são planejados e ofertados de forma autônoma, de maneira que as pessoas possam se organizar e fazer os que lhes interessarem, de acordo com suas disponibilidades de tempo. Os(As) profissionais da Faculdade de Letras, dentro de seus campos de atuação e especialização e conforme seu interesse e disponibilidade, serão responsáveis pelas áreas específicas dos cursos ofertados. Caso haja necessidade, serão convidados(as) especialistas de outras instituições conceituadas do estado.

As vagas serão criadas e ajustadas conforme as demandas. Em todas as turmas de todos os cursos de formação profissional serão destinadas vagas sociais, observando-se: deficientes, raça/cor/etnia e gênero/sexualidade, ampliando as políticas de Ações Afirmativas da UFG.

Os serviços serão prestados por profissionais qualificados(as) pelo próprio Centro Maria Firmina dos Reis, sob a supervisão de um(a) professor(a) da área específica.

Histórico

Vivemos, no Brasil, um momento de perdas de investimentos na educação, além de assumidas e declaradas políticas do Estado de ataque aos grupos subalternizados. Em consequência, ocorre uma preocupante diminuição das políticas públicas para a educação superior. Diante de tal cenário, o Laboratório de Políticas de Promoção da Diversidade Linguística e Cultural (LAPLING) da Faculdade de Letras, em março de 2019, com o apoio e efetiva participação do Diretor da unidade, Prof. Jamesson Buarque de Souza, da Chefe do DELP, Profª Mírian Santos de Cerqueira, e através de um grupo de docentes, a saber: Tânia Ferreira Rezende, Hildomar José de Lima, Karla Alves de Araújo França Castanheira, Tarsilla Couto de Brito e Eliane Marquez da Fonseca Fernandes, iniciou o diálogo para o estabelecimento de uma rede de parcerias entre os departamentos de Linguística e Língua Portuguesa (DELP), de Estudos Literários (DEL), de Libras e Tradução (DELT) e com a área de Estudos Educacionais, área interdepartamental da Faculdade de Letras, para a implementação de um centro de formação e prestação de serviços. O objetivo maior do centro é gerar renda para subsidiar a permanência dos(as) estudantes da Faculdade de Letras, na graduação e na pós-graduação, garantindo-lhes condições para concluir seus cursos.

Depois de várias conversas entre os(as) professores(as) idealizadores(as) e elaboradores(as) da proposta, de reunião com o DELP, o departamento de origem da ideia e da proposta, e do dedicado trabalho de Letícia Cristina Alcântara Rodrigues e Rhanna Azevedo na construção do projeto, finalmente pronto, foi apresentado ao Conselho Diretor. Por fim, ainda que o Centro Maria Firmina dos Reis seja um projeto do LAPLING, Laboratório vinculado ao DELP, está aberto à colaboração de toda a Faculdade de Letras, docentes, discentes e técnicos(as) administrativos(as), além de contar com colaboradores(as) externos(as).